Home  |  Contact  

Email:

Password:

Sign Up Now!

Forgot your password?

CASA DAS LETRAS&ARTES DO TROVADOR
 
What’s New
  Join Now
  Message Board 
  Image Gallery 
 Files and Documents 
 Polls and Test 
  Member List
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 IMAGENS & GIFES 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 BIBLIOTECA DA LUSOFONIA 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 SONETOS IMORTAIS 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 POEMAS AVULSOS 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 «« POESIA DE CORDEL «« 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 POESIA HISPÂNICA 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 ARTE E HISTÓRIA NA PALAVRA E NA IMAGEM. 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 OBRA PRIMA DO DIA 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 «« EFEMÉRIDES »» 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 CULINÁRIA 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 80 MULHERES FAMOSAS COM MAIS DE 80 ANOS. 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 TÚNEL DO TEMPO 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 PORTUGAL - JARDIM À BEIRA MAR PLANTADO 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 MEU BRASIL BRASILEIRO - TODOS OS ESTADOS 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 ORAÇÕES 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 «« MÚSICA E SENTIMENTOS »» 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 NATAL É QUANDO O HOMEM QUISER 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 POETAS DEL MUNDO 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 DIA DOS NAMORADOS 2010 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 CARNAVAL 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 PÁSCOA E QUARESMA 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 DIA DA MULHER 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 MP 3 & MIDIS 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 DIA DA MÃE 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 1ª DE MAIO - DIA DO TRABALHADOR 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 DIA DA CRIANÇA NA EUROPA 
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ 
 FESTAS JUNINAS 
 
 
  Tools
 
DIA DA MÃE: MENSAGENS
Choose another message board
Previous subject  Next subject
Reply  Message 1 of 5 on the subject 
From: QUIM TROVADOR  (Original message) Sent: 13/12/2009 16:38

MãE

 

Uma simples mulher
que, pela imensidão de seu amor,
tem um pouco de Deus...

Pela constncia de sua dedicação,
tem muito de anjo...

Que, sendo moça,
pensa como uma anciã...

Sendo velha,
age com todas as forças da juventude...

Quando ignorante,
melhor que qualquer sábio,
desvenda os segredos da vida...

E, quando sábia,
assume a simplicidade das crianças...

Pobre,
sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama...

Rica,
empobrece-se para que seu coração
não sangre ferido pelos ingratos...

Forte,
estremece ao choro de uma criancinha...

Fraca,
entretanto,
se alteia com a bravura dos leões...

Viva,
não lhe sabemos dar valor,
porque à sua sombra todas as dores se apagam...

Morta,
tudo o que somos e tudo o que temos,
daríamos para vê-la de novo, e dela receber um aperto
de seus braços, uma palavra de seus lábios...

Não exijam de mim que diga o nome dessa mulher
se não quiserem que ensope de lágrimas essa
mensagem, porque eu a vi passar em meu caminho...

Quando crescerem vossos filhos,
leiam para eles esta página...

Eles vos cobrirão de beijos a fronte e vos dirão que
um pobre viajante, em troca de suntuosa hospedagem recebida,
aqui deixou para todos o retrato de sua própria
MãE...


Dom Ramon Angel Jara



First  Previous  2 to 5 of 5  Next   Last  
Reply  Message 2 of 5 on the subject 
From: QUIM TROVADOR Sent: 13/12/2009 18:45
  Enviado: 16/8/2008 01:24
 
MaeLuna.jpg maeluna picture by lunamaria_80


Professora

Max Dextre
Abril de 1936 - Marzo de 1998
Destacado poeta, periodista cultural
Tradução: Martita Dias


A minha Mãe lhe diziam louca,
mas não era louca, era professora.
Falava diferente.
Dizia: "Os olhos servem para escutar".
Eu tinha dez anos de idade
Um menino, não compreende a linguagem vertical
e pensava que quiçá minha mãe era louca.
Certa vez me armei de valor e lhe perguntei:
 Com que olhamos?
Minha mãe me respondeu:
 "Com o coração"
Quando minha mãe se levantava de bom humor cantava:
" Hoje  pus meu vestido de vinte anos".
Eu sabia que não tinha vinte anos e a olhava, nada mais.
Que pode fazer um menino, senão escutar?
Se minha mãe estava triste dizia estar vestida de nevoeiro.
 " Hoje tenho oitenta anos" -disse-, quando desaprovei um curso.
Ao fim pude terminar a educação primária.
O dia da clausura chegou tarde.
Desculpou-se dizendo: "Hijito, demorei-me porque estive procurando
meu vestido de Primeira Comunhão,
Não vês meu vestido de Primeira Comunhão?".
Olhei a minha mãe
e não estava vestida de Primeira Comunhão.
Depois teve esse acidente fatal.
Chamou-me a seu lado,
pegou forte minhas mãos e disse:
"Não tenhas pena, a morte não é para sempre" .   

Pensei: minha mãe não se dá conta do que fala.
Se um morre é para sempre.
Era menino e não entendia suas palavras.

Agora tenho cinquenta anos e recém compreendo seus ensinos.
Sim, Mãe, podemos ter 20 anos e ao dia seguinte oitenta.

Tudo depende de nosso estado de nimo.
Os olhos servem para escutar
porque devemos olhar com atendimento a quem nos fala.
Para conhecer a realidade essencial de uma pessoa,
temos que a olhar com o coração.
A morte não é para sempre,
só morre o que se esquece
e a minha mãe a recordação porque a quero.
Agora -em sonhos falamos-
nos rimos de seu método de ensino.
Aprendi a olhar com o coração.
Uma noite me disse:
"Notei que te molestas
se teus amigos te dizem louco e isso não está bem.
 É natural que o filho de uma louca seja louco".
Então -pela primeira vez-
repliquei a minha mãe e lhe disse:
"Mãe, equivocas-te, nem sempre o filho de uma louca
tem que ser louco; às vezes é poeta".
Por isso posso dizer com orgulho:
"A minha mãe lhe diziam louca, mas não era louca, era professora. 
Me ensinou a descobrir a vida depois da morte".




MaeLunapeq.jpg maeluna peq picture by lunamaria_80

Reply  Message 3 of 5 on the subject 
From: QUIM TROVADOR Sent: 19/02/2010 12:05

pinkframefelizdia.gif picture by topazia_azulinha

O  menino de sua Mãe
 

No plaino abandonado
Que a morna brisa aquece,
De balas trespassado
- Duas, de lado a lado-,
Jaz morto, e arrefece

Raia-lhe a farda o sangue
De braços estendidos,
Alvo, louro, exangue,
Fita com olhar langue
E cego os céus perdidos

Tão jovem! Que jovem era!
(agora que idade tem?)
Filho unico, a mãe lhe dera
Um nome e o mantivera:
«O menino de sua mãe».

Caiu-lhe da algibeira
A cigarreira breve
Dera-lhe a mãe. Está inteira
É boa a cigarreira.
Ele é que já não serve.

De outra algibeira, alada
Ponta a roçar o solo,
A brancura embainhada
De um lenço... deu-lho a criada
Velha que o trouxe ao colo.

Lá longe, em casa, há a prece:
"Que volte cedo, e bem!"
(Malhas que o Império tece")
Jaz morto, e apodrece,
O menino de sua mãe.

(Fernando Pessoa)

Fundo By Água 2008


Reply  Message 4 of 5 on the subject 
From: QUIM TROVADOR Sent: 11/05/2010 06:50
Eliscamsil  (Mensaje original) Enviado: 09/05/2010 15:21
♥SCRAPS FOFOS SHAILLA BASS♥
 
BEIJOS 1000 NO CORAçãO!
ELISCAMSIL

Reply  Message 5 of 5 on the subject 
From: QUIM TROVADOR Sent: 11/05/2010 06:51
De: FOFUCHA  (Mensaje original) Enviado: 09/05/2010 01:39
E PARA TODOS AQUELES(AS) QUE SUAS
MãES AQUI NãO ESTãO
MAS, PERMACEM EM CADA CORAçãO


First  Previous  2 a 5 de 5  Next   Last  
Previous subject  Next subject
 
©2022 - Gabitos - All rights reserved